Buscar

Cristiane Nardes analisa os desafios da liderança em edição especial da série Mulheres da Governança

Atualizado: 25 de jan.


Foto: Mulheres da Governança


Na última edição de 2021, a série Mulheres da Governança recebeu na noite da segunda-feira (20.12) a vice-presidente do Conselho de Administração (CA) da Rede Governança Brasil (RGB), Cristiane Nardes. O bate-papo contou com a mediação da Assessora Especial da Advocacia-Geral da União (AGU) e associada benemérita da RGB, Vládia Pompeu, e a diretora institucional da RGB, Elise Brites.


O encontro está disponível no canal do Youtube da RGB.


Durante a conversa, a vice-presidente do CA RGB falou sobre sua trajetória profissional, liderança feminina, representatividade da Rede, Programa de Mentoria para Prefeituras e futuros projetos da entidade.


Cristiane Nardes abriu o bate-papo agradecendo às convidadas pela parceria na RGB. Jornalista de formação, Nardes trabalhou como apresentadora na TV Band e assessora de imprensa. Além da área de comunicação, Cristiane foi dona de dois restaurantes no Sul do país.


Após oito anos no empreendedorismo, ela voltou para Brasília e começou a se especializar na área de governança pública. Foi quando trabalhou como secretária de Governança e Compliance do Governo do Distrito Federal (GDF). Infelizmente, foi exonerada ainda grávida, mas a partir de conversas com o seu pai, o ministro do Tribunal de Contas União (TCU), Augusto Nardes, nasceu a RGB.


“Eu sentei com o meu pai e chegamos à conclusão que só o nosso trabalho - ele como ministro e eu na época como secretária... tudo que tínhamos feito até então não era suficiente, precisávamos de ajuda, apoio, de uma rede que nos ajudasse a trabalhar de forma colaborativa com apoio das pessoas para que a gente conseguisse difundir a tese da governança”, recordou acerca dos primeiros passos para construção da rede colaborativa.


E acrescentou: “A Rede foi fundada num jantar com 15 pessoas, em 2019. Nós éramos somente um movimento cívico, nunca imaginávamos que o movimento ia chegar a essa capilaridade, força, credibilidade no mercado da governança pública. De lá para cá, as coisas avançaram muito rápido. Hoje, temos na rede 28 comitês temáticos, e o Comitê das Mulheres na Governança é um deles, um comitê que traz luz, sabedoria e todo nosso empoderamento...”, analisou.


Liderança feminina


O espírito de liderança sempre esteve presente na vida da vice-presidente do Conselho de Administração da RGB, temática que foi tratada pela mediadora Vládia Pompeu. Segundo ela, há um desafio da mulher exercer o papel de liderança tanto no setor público como no privado. “Hoje, a governança para mim é um estado de espírito...porque eu durmo, eu acordo, eu respiro governança, e eu descobrir depois de ser mãe, esposa... que a governança está principalmente na nossa família. A mulher é uma grande gestora e ela tem o papel de carregar a governança dentro da família também”, comentou Cristiane Nardes.

E disse ainda: “A mulher já tem esse espírito com ela, só precisa desenvolver. Muitas vezes só precisamos organizar nossas ideias, porque a mulher consegue fazer muitas atividades ao mesmo tempo, e esse espírito vem com a gente”.


Ações e projetos RGB


Desde 2019, a RGB tem desenvolvido diversas ações e uma das iniciativas visionárias é o Programa de Mentoria para Prefeituras, que tem como objetivo fomentar a construção de políticas de governança nos seus respectivos municípios, conforme as diretrizes estabelecidas no Decreto Federal nº 9.203/17.


Nardes comentou que o projeto de mentoria é um dos que mais têm colhido frutos positivos dentro da RGB. Para ela, a grande missão é levar as boas práticas de governança para prefeituras brasileiras.


“Nada melhor que um projeto como a mentoria para uma prefeitura, na qual a gente leva essa capacitação, essa sessão e deixar um legado lá dentro. Vamos estar trabalhando com entrega, política pública e valor a sociedade. O trabalho da mentoria é deixar um plano de ação no âmbito da prefeitura”, explicou.


Expectativas


Durante o encontro virtual, Cristiane Nardes também falou sobre o Projeto de Lei (PL) nº 9.163/17 (PL da Governança), em andamento na Câmara dos Deputados e com tendência de ser aprovado e sancionado nos próximos meses, o que deverá elevar a prioridade na instituição de mecanismos de liderança, estratégia e controle nas organizações públicas.

A vice-presidente do CA RGB finalizou o encontro destacando os projetos da entidade para 2022. “Entendemos que a governança pública realmente pode fazer a diferença... que o Brasil pode ser mais decente, ter entregas eficientes, eficazes e efetivas para a sociedade, e a rede vai cumprir o seu papel”, contou.


Cristiane revelou que há mais de 500 ações previstas no planejamento estratégico da RGB.


Para saber mais sobre série Mulheres na Governança:


https://www.youtube.com/watch?v=nw3qC35fVtA


https://www.youtube.com/watch?v=8Ihbimb9sUI&t=684s


https://www.youtube.com/watch?v=HOVa7jkbTCg&t=3s



Assessoria de imprensa da RGB