top of page
Buscar

Capitólio se torna referência em Governança


Um trabalho de mentoria realizado pela Rede Governança Brasil (RGB), com o apoio do Instituto Latino-Americano de Governança Público (IGCP), fez com que Capitólio – um município localizado no sudoeste de Minas Gerais – se tornasse referência quando o assunto é Governança.


De acordo com o coordenador do Comitê de Inovação, Tecnologia e Governança da Rede Governança Brasil (RGB), Walter Marinho, inicialmente, foi identificado a necessidade de desenvolver um plano de Governança, e, posteriormente, implementar um Centro de Governo no município.


“Capitolio é um município onde sua principal atividade econômica está sobre o turismo e suas belezas naturais. Consequentemente, busquei desenvolver um projeto de transformação digital do município, integrada ao desenvolvimento econômico sustentável, em conformidade com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis da Organização das Nações Unidas (ONU). Com a vocação do município, desenvolvi um projeto que posicionasse o Capitólio como um dos destinos turísticos nacionais mais sustentáveis, inclusivo, competitivo e seguro, através de uma Cidade Inteligente, com governança, planejamento e desenvolvimento sustentável das atividades turísticas, do ponto de vista inovador, econômico, social e ambiental”, disse o coordenador da RGB.


Porém, em janeiro de 2022, Capitólio sofreu uma catástrofe natural, onde um bloco de um cânion caiu sob os barcos de visitantes, no Lago de Furnas, ceifando a vida de 10 pessoas e deixando outros feridos. A partir daí, vieram novos desafios, tanto para o prefeito, quanto para os cidadãos. A crise vivida ofereceu, contudo, uma oportunidade para repensar o posicionamento do setor do Turismo, sobretudo no que toca à sua relação com o território e as comunidades.


O projeto desenvolvido, então, elegeu a Governança, Inovação e Sustentabilidade como um dos desafios estratégicos de Cidade Inteligente da Gestão Municipal. E, todo este esforço de repensá-lo, dentro deste contexto, rendeu a Capitólio um prêmio europeu, junto da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em segundo lugar, e outro de Governança, em primeiro lugar, pelo governo federal.


O prêmio brasileiro veio da Secretaria de Gestão e Inovação do Ministério da Gestão e Inovação, em serviços públicos, por meio da Diretoria de transferências e parcerias da União. E Capitólio foi eleita a cidade mais bem colocada na aplicação do instrumento de melhoria da governança e da gestão (IMGG 100 pontos), do modelo de governança e gestão pública, na modalidade Organizações Públicas, Órgão ou entidade do poder executivo de natureza jurídica municipal, de municípios com até 20 mil habitantes e PIB per capita acima de 15.600 reais.


O prefeito de Capitólio (MG), Cristiano Silva, disse que o projeto em parceria com o IGCP e a RGB fez com que ele buscasse um melhor entendimento e descrição dos processos, para poder otimizar e verificar os pontos de gargalo, para que eles fossem corrigidos.


“No momento da mentoria, nós decidimos adotar as melhorias no setor de suprimentos, pois é um setor sensível a todos os demais setores da prefeitura. Ao entender os passos dos suprimentos, nós tivemos a possibilidade de ajustar e detectar as falhas. Após ter essa visão mais ampla do negócio, nós aperfeiçoamos – junto às secretarias – a forma de solicitações, e dentro do setor de suprimentos nós melhoramos o andamento das licitações. A mentoria nos ajudou a abrir o campo de visão para os demais setores e hoje seguimos buscando aperfeiçoar nas demais áreas”, enfatizou o prefeito do município.


As inovações auxiliarão no compromisso de todos os agentes para um turismo mais responsável, sensibilizando para que ocorra mudanças de atitudes e de comportamentos mais conscientes, incentivando à adoção de boas práticas ambientais e sociais, com o objetivo de proteger e conservar as belezas naturais, ampliando o espaço para o investimento e crescimento sustentável.


O projeto é voltado para superar os desafios que envolvam os cidadãos locais, empresas, agentes públicos, apelando para que os visitantes tenham um compromisso com o Ecoturismo de Capitólio e automaticamente com o Planeta, pois cada um é responsável por reduzir o impacto da sua viagem.


Assessoria de Comunicação do IGCP

Comentários


bottom of page