top of page
Buscar

RETROSPECTIVA – PRÊMIOS


O brilhante trabalho realizado entre o Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público (IGCP) e os voluntários da Rede Governança Brasil (RGB) foi reconhecido por quatro importantes premiações neste ano, que merecem ser relembradas.


A mais recente foi a 3ª edição do Prêmio Conexão Inova, neste mês de dezembro, que recebeu 30 (trinta) ideias e iniciativas - tanto de instituições do setor público quanto empresas privadas - com soluções voltadas para o setor público. E o que chamou a atenção foi a diversidade das propostas apresentadas, que mostrou a dimensão da amplitude de desafios públicos que nosso país tem - seja em gestão, políticas públicas, regulação e serviços públicos.


Neste prêmio, a Rede Governança Brasil (através do seu Comitê de Anticorrupção e Compliance) recebeu 5 estrelas (pontuação máxima) por conta das mentorias para implementação de Programas de Integridade nas Prefeituras Brasileiras. O projeto foi considerado inovador porque contribui para o combate da corrupção em âmbito municipal; e entre os benefícios deste trabalho estão a integridade nas ações, a gestão mais eficiente (com foco em riscos) e o atendimento de um clamor social por organizações mais íntegras e responsáveis. Em outras palavras, este prêmio mapeia e valoriza ideias e iniciativas inovadoras, além de identificar como foi o processo de inovação.


No caso, cinco aspectos principais foram analisados: problema, público-alvo, ideação, desenvolvimento e resultados. E, de acordo com a comissão julgadora, diversos resultados foram alcançados, como: o monitoramento de pontos de controle e testes de eficácia de controles internos; a prevenção de crises institucionais; o atendimento às exigências legais aplicáveis à Administração Pública; a melhoria contínua de processos internos; o planejamento e análise prudente de iniciativas de inovações; o auxílio nas tomadas de decisões mais assertivas, fundamentadas e eficazes; a minimização de riscos de contratos públicos e relacionamento de risco com fornecedores; a medição do índice geral de eficiência e eficácia do município e o aumento da segurança das entregas.


Outro evento fantástico foi o Prêmio RGB 2022, que reuniu diversas autoridades do país para homenagear órgãos públicos, autarquias, fundações públicas, além de estatais e pessoas da sociedade de economia mista que trabalham em prol da Governança. A premiação foi dividida em oito fases: Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional; Administração Indireta, Estatais e Sociedade de Economia Mista; RGB ESG em Governança – Gestão de Pessoas; RGB ESG Mentorias para Prefeituras; RGB Melhor Produto; Certificado Destaque Mulheres RGB; Menção Honrosa RGB e Ordem do Mérito RGB.


As duas primeiras categorias foram as principais do evento. O primeiro lugar da categoria Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional ficou com o Conselho Federal de Contabilidade (CFC). O segundo, com a Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC; e o terceiro, com Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, a UFMS. Na categoria Administração Indireta, Estatais e Sociedade de Economia Mista, o grande vencedor foi a Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL). A segunda colocação ficou com Serviço Federal de Processamento de Dados, o SERPRO; e a terceira, com o Banco do Brasil.


A premiação contou com a presença de diversos voluntários da Rede Governança Brasil, que vieram de todos os cantos do país especialmente para a premiação. Eles são servidores públicos, gestores públicos e privados, técnicos, professores, profissionais das mais diversas áreas, especialistas que trabalham de forma gratuita e conjunta, que tem como objetivo disseminar as boas práticas de Governança no âmbito da sociedade brasileira.


Duas grandes novidades marcaram o evento neste ano. A primeira foi o selo de Excelência em Governança, concedido à Controladoria Geral da União, que já havia sido premiada em duas edições anteriores do Prêmio RGB. A outra foi a premiação de entidades que se destacaram na dimensão de gestão de pessoas. E as vencedoras foram: a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e a Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL).


Outro momento que abrilhantou a noite foi a homenagem aos coordenadores do Programa de Mentoria para Prefeituras Brasileiras, que fizeram um excelente trabalho em diversos municípios. Na Mentoria em Governança Pública Municipal, as agraciadas foram a Cristiane Nardes, Luana Lourenço, Viviane Obadowski e Elflay Miranda. Na Mentoria Gestão de Riscos, as contempladas foram a Ludmila Maciel e a Marina Cavalini. Já na Mentoria em Compliance, as homenageadas foram a Danila Duarte, o Bruno Ferola e o Geraldo Falcão. E, na Mentoria LGPD, o Lucas Paglia. Ah, teve também uma homenagem exclusiva para as mulheres, onde o trabalho, o talento e a participação feminina no ambiente de Governança foram enaltecidos.


A terceira premiação que merece destaque na nossa retrospectiva foi quando o Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público (IGCP) foi homenageado em São Paulo, pelo Kaesi Instituto. Neste caso, o IGCP foi homenageado por apoiar, promover e fomentar a diversidade, na prática. Na ocasião, o diretor de Novos Negócios, Henrique Farinon, recebeu a placa. Esse reconhecimento só reafirma a importância de incentivar a equidade de gênero e boas práticas em ESG e esse tem sido um dos maiores esforços do IGCP nesta gestão.


E, por fim, o IGCP foi o ganhador do Prêmio Marco Maciel 2022, concedido pela Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), na categoria “ESG e Compliance em RIG”, com o Case da Rede Governança Brasil (RGB). Esta categoria, que foi uma das mais concorridas do prêmio, tem como objetivo reconhecer instituições públicas e privadas que adotem ações, programas e projetos de ESG (ambientais, sociais e de governança), para promover a melhoria das condições socio-ambientais do planeta, colaboradores e stakeholders, com a implementação de processos de governança e compliance adequados.


De acordo com a diretora institucional da RGB, Elise Brites, este prêmio foi um presente que esta parceria entre IGCP e RGB recebeu, em relação a tudo isso que aconteceu com as mentorias nos últimos anos.


“O Prêmio Marco Maciel foi um reconhecimento de todo esse trabalho, que é bem vasto, bem preenchido de etapas e de estruturas, que exige muito da nossa equipe de voluntários, que por sinal, gostam e apreciam muito o que fazem. A gente tem conseguido capilarizar os preceitos de Governança a todos os municípios. Ou seja, não está ficando mais só em esfera federal. A gente está conseguindo repassar essas informações e a própria expertise para os municípios por meio de um repasse de experiências, de convivências e de conhecimentos”, disse.


Bom, a melhor notícia é que essa parceria entre IGCP e RGB - que já rendeu tantos prêmios e reconhecimentos – irá continuar em 2023 trabalhando intensamente! Por enquanto, a parceria está presente em mais nove países, além do Brasil: Portugal, Peru, Argentina, Suécia, Inglaterra, Suíça, Japão, Chile e Dubai. E o intuito é alcançar voos ainda mais altos neste ano que está por vir.


Assessoria de Comunicação do IGCP

Comments


bottom of page